Anúncio Prime TeleListas.net

Você sabia que 65% dos usuários procuram na Internet por produtos ou serviços? Se você tem seu próprio negócio, com certeza não quer ficar fora dos resultados de busca!

É pensando nos pequenos e médios empreendedores que a Conexão Mercado – Agente Autorizado TeleListas.net comercializa Anúncios Premium no portal de buscas especializado por empresas mais completo e atualizado do Brasil.

Continue lendo

Estratégias de divulgação simples e baratas podem ajudar no crescimento da sua empresa

cm_bannerestrategia 

Algumas soluções fáceis de serem implantadas podem ser responsáveis pelo sucesso dos seus negócios.

Existem algumas maneiras práticas, fáceis e econômicas que podem ajudar a alavancar as vendas de sua empresa, garantir maiores oportunidades de negócios e tornar a sua marca conhecida. Micro e pequenas empresas, principalmente as recém fundadas, não dispõem de capital para ações publicitárias caras, como comerciais nas grandes mídias, por exemplo. A boa notícia é que, tirando proveito das facilidades da internet, é possível fazer sua marca crescer e aparecer. Veja aqui algumas sugestões que demandam pouco ou nenhum investimento:

Mantenha-se conectado: Esteja presente em listas de discussão por e-mail, fóruns virtuais, comunidades, crie um canal no Youtube regularmente atualizado e tenha uma atuação mais participante e interativa nas redes sociais. A ideia é divulgar a empresa, mantendo um relacionamento mais estreito com uma comunidade de possíveis consumidores. Publique comentários tirando dúvidas ou ajudando a resolver problemas, sem necessariamente vender o seu produto. Isso pode gerar um retorno em longo prazo, melhorando a sua imagem e angariando mais clientes, já que sua empresa se preocupa com o bem estar e a satisfação do seu público. Lembre-se também dos celulares. Os consumidores têm cada vez mais utilizado smartphones para acessar e-mails e navegar na internet. Na preparação do design de e-mails marketing e sites, lembre-se disso e crie interfaces mais limpas, amigáveis e fáceis de navegar, evitando ícones de tamanho reduzido ou muito juntos.

Divulgue conteúdos em plataformas de distribuição de releases: Uma maneira de dar muita visibilidade ao seu negócio é apostar em estratégias utilizadas por assessorias de imprensa. Quem não tem capital para investir nos serviços de uma empresa especializada e não tem expertise no assunto, pode utilizar os serviços de plataformas como o DINO, que promove a distribuição de notícias. Por meio dele, os conteúdos produzidos pela sua empresa serão distribuídos para inúmeros sites parceiros, chegando também a mais de 20 mil jornalistas cadastrados. Isso irá divulgar a sua marca para um grande numero de pessoas, além de melhorar seu desempenho em sites de busca como o Google, alavancando suas vendas e garantindo excelentes resultados.

Cadastre-se em sites de busca: Quanto maior a quantidade de locais onde a sua empresa for citada, mais credibilidade ela passa aos clientes e prospects. Uma boa opção é cadastrar sua empresa no site Telelistas.net, o maior site de busca por empresas do Brasil. Basta acessar ao link “Divulgue gratuitamente sua empresa”, que se encontra na página inicial do site da Telelistas, cadastrar os dados da sua empresa e aproveitar os frutos das 16 milhões de visitas e 35 milhões de buscas que o site recebe mensalmente.

Use as redes sociais ao seu favor: Facebook e Twitter têm reconhecidamente se tornado cada vez mais um canal sólido de relacionamento e atendimento ao cliente. Mesmo que as empresas disponibilizem serviços de atendimento ao consumidor, as pessoas têm preferido ir diretamente às redes sociais das instituições para tentar solucionar problemas ou tirar dúvidas, com a esperança de um atendimento mais rápido e eficaz. Não subestime esse canal, pois críticas e reclamações nas plataformas de redes sociais podem alcançar grande visibilidade e consolidar uma imagem negativa para a sua empresa, gerando a perda de clientes e maiores prejuízos no futuro. Sendo assim, os profissionais responsáveis pelas mídias sociais da empresa não devem jamais ser grosseiros nem ignorar reclamações. Excluir postagens e comentários também não é uma solução recomendada, pois pode gerar o efeito reverso, e causar mais reações negativas. Se a situação é crítica, ela deve ser resolvida rapidamente, prestando atenção ao que os consumidores estão dizendo. Caso ocorra algum incidente de grande visibilidade, publique uma nota de esclarecimento, e casos isolados devem ser tratados por mensagens particulares, e-mail ou telefone, evitando discussões públicas. Mas nem só de brigas vivem as redes sociais. Ao receber um elogio, agradeça, e mantenha sempre o bom humor, o que pode conquistar novos clientes e aumentar as vendas.

Como usar o 13º?

Todo fim de ano é a mesma história. As pessoas ficam em dúvida sobre o que fazer com o 13º salário. Pagar dívidas, poupar o dinheiro, investir em projetos pessoais e gastar nas despesas de Natal e de início de ano (IPVA e IPTU, por exemplo) são as principais opções que compõem as intenções da população.  O portal TeleListas.net, inclusive, pergunta sobre isso em sua nova enquete. É interessante que o internauta responda a enquete antes de ler o artigo e pense se mudaria de opinião após a leitura.

Em meio a tantas dúvidas, surgem os especialistas dando suas dicas e sugestões. Nessa hora, é preciso ter cuidado com o que se lê e o que se ouve. Além dos leigos que atacam de consultores, há uma leva de especialistas que sugere o “investimento” errado com o 13º. Segundo Marcelo Maron, Diretor Executivo do Grupo Par, dívidas como as de cartão de crédito, por exemplo, reajustadas por juros extorsivos, não devem ser quitadas sem uma negociação:

“Cada caso é um caso e esse tipo de generalização prejudica os consumidores. Dependendo do estado das dívidas com cartão de crédito, a melhor alternativa pode ser, justamente, o oposto do que dizem esses especialistas. Se o consumidor já está com seu nome negativado junto a instituições de proteção ao crédito, e a dívida cresceu espantosamente em função dos juros sobre juros praticados pelas administradoras de cartões, é um grave erro usar o dinheiro do 13º para quitá-la imediatamente. Como os juros cobrados pelas administradoras de cartões são flagrantemente abusivos, as pessoas têm que endurecer a negociação”, alerta Maron.

O trabalhador deve, portanto, pensar muito bem e agir o mais racionalmente possível, ignorando a emoção e o impulso das compras de Natal, bem como o impulso de se livrar de uma certa dívida. A vontade de pagar e se livrar das dívidas aparece principalmente pela pressão imposta pelas equipes de cobrança, que algumas vezes até passam dos limites.

“É comum ouvirmos relatos de pessoas que são ameaçadas de arresto de bens, mesmo que seja a sua única casa. O consumidor precisa saber que as coisas não funcionam assim. É preciso ignorar este tipo de ameaça e negociar com calma e frieza, sem nenhuma pressa. Se a pessoa se deixar intimidar, fatalmente fechará um péssimo negócio”, lembra Maron.

O 13º pode ser a oportunidade para um ano mais tranquilo. O investimento adequado pode dar mais folga e mais possibilidades para o orçamento. Por isso, o trabalhador deve estar sempre ligado nas dicas e matérias do Conexão Mercado. Nossa equipe e nossos parceiros podem contribuir para a melhoria dos seus negócios e das suas finanças.

Fonte: Assessoria