Anúncio Prime TeleListas.net

Você sabia que 65% dos usuários procuram na Internet por produtos ou serviços? Se você tem seu próprio negócio, com certeza não quer ficar fora dos resultados de busca!

É pensando nos pequenos e médios empreendedores que a Conexão Mercado – Agente Autorizado TeleListas.net comercializa Anúncios Premium no portal de buscas especializado por empresas mais completo e atualizado do Brasil.

Continue lendo

Games, relacionamentos e negócios

Já há algum tempo os games figuram entre as distrações e opções de entretenimento preferidas entre jovens e crianças. Agora – impulsionado pela evolução tecnológica, redes sociais e smartphones – este segmento alcançou e já faz parte da vida de famílias inteiras, inclusive dos mais velhos.

A gameficação, extremamente presente no cotidiano do ‘cidadão moderno’ facilita o acesso dos pais aos jogos. É possível observar muitas ações de marcas envolvendo games, smartphones com diversos deles e tudo isso compõe a vida do trabalhador pai e mãe de família. E é claro, o ‘vício’ dos filhos pode despertar nos pais o hábito de jogar online.

Apesar do rótulo pessimista que os leigos atribuem aos jogos e aos gamers – estereótipo de nerds obesos e sedentários -, os jogos também são um canal mais do que eficiente para estreitar relações pessoais. Seja para conhecer pessoas novas, encontrar amigos antigos ou compartilhar emoções e aventuras vivenciadas através de seus personagens.

Os jogos online, além de aproximar pais e filhos, podem ser um bom argumento para o início de uma relação amorosa. Nesse caso, o jogo funciona como o canal de ligação entre o casal.

Fonte: orkugifs.com

Games do estilo MMORPGMassively Multiplayer Online Role-Playing Game (milhares de jogadores online simultaneamente) facilitam o surgimento de uma amizade e de um possível namoro. Vale como dica para os mais tímidos, que não teriam a mesma coragem de abordar uma garota pessoalmente. Antes de conquistar a atual namorada, Ana Cláudia Siqueira, Thiago Lannes descobriu que ambos jogavam Priston Tale, jogo licenciado pela Hazit Online Games, e que isso poderia render assunto.

A receita deste tipo de jogo costumava ser quase que totalmente gerada através de mensalidades pagas pelos usuários. No entanto, esse público maior alcançado pelos jogos muda um pouco o panorama e a geração de receita. Com o maior número de usuários e de faixas etárias mais variadas, os jogos passam a ser gratuitos e uma parte da receita passa a vir dos anunciantes.

Essa ‘revolução’ no mundo dos games pode ser um ótimo negócio também para os anunciantes, já que a audiência dos sites e dos jogos está crescendo e alcançando faixas etárias além da tradicional de 10 a 20 anos. O empreendedor e as agências devem ficar atentos a essa nova possibilidade e explorar, sem irritar os gamers, com eficiência esse espaço.

Fonte: Assessoria